Conforme dados divulgados pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o Brasil é uma região que recebe em média 50 milhões de raios por ano. Para evitar possíveis problemas, prédios, indústrias e locais com energia elétrica devem receber a proteção correta contra descargas atmosféricas.

Nos estabelecimentos citados é obrigatório o laudo de inspeção do sistema de proteção contra descargas atmosféricas – mais conhecido como laudo SPDA. Trata-se de documento técnico, com registro das inspeções, verificações e medições realizadas no sistema de proteção contra descargas atmosféricas (SPDA) e também do sistema de aterramento elétrico. Seu objetivo é verificar a conformidade com a norma técnica ABNT NBR 5419:2015 – Proteção de estruturas contra descargas atmosféricas e a Norma Regulamentadora do Ministério do Trabalho e Emprego – NR10.

O Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea) e os Conselhos Regionais (CREA) estabeleceram na resolução Nº 218, DE 29 JUN 1973 do CONFEA  - que somente profissional Engenheiro legalmente habilitado pode emitir laudos e parecer técnico. As inspeções e ensaios para emissão deste laudo devem ser executados segundo os objetivos, métodos e periodicidade prescritos na norma. A norma conta com quatro partes, sendo elas:

Parte 1 – Princípios gerais;

Parte 2 – Gerenciamento de risco;

Parte 3 – Danos físicos a estruturas e perigos à vida;

Parte 4 – Sistemas elétricos e eletrônicos internos na estrutura.

O Comitê Brasileiro de Eletricidade (ABNT/CB-003) é responsável pela norma e tem como escopo a normalização no campo da eletricidade compreendendo geração/transmissão e distribuição de energia; equipamentos industriais em atmosferas explosivas; eletrônica; dispositivos e acessórios elétricos; instrumentação; bens de consumo; condutores elétricos; instalações elétricas; iluminação; compatibilidade eletromagnética e telecomunicações no que concerne a terminologia, requisitos, métodos de ensaio e generalidades.

Além da norma, a ABNT também possui cursos de capacitação que auxiliam em sua aplicação, são eles: Proteção contra descargas atmosféricas segundo a ABNT NBR 5419:2015 e Medições elétricas em sistemas de aterramento e em sistemas de proteção contra descargas atmosféricas - SPDA.

Sobre a ABNT

A ABNT é o Foro Nacional de Normalização, por reconhecimento da sociedade brasileira desde a sua fundação, em 28 de setembro de 1940, e confirmado pelo Governo Federal por meio de diversos instrumentos legais. É responsável pela gestão do processo de elaboração das Normas Brasileiras (NBR), destinadas aos mais diversos setores. A ABNT participa da normalização regional na Associação Mercosul de Normalização (AMN) e na Comissão Pan-Americana de Normas Técnicas (Copant) e da normalização internacional na International Organization for Standardization (ISO) e na International Electrotechnical Commission (IEC), influenciando o conteúdo de normas e procurando garantir condições de competitividade aos produtos e serviços brasileiros, além de exercer seu papel social. Além disso, a ABNT também é um Organismo de Avaliação da Conformidade acreditado pelo Inmetro para a certificação de diversos produtos, sistemas e programas ambientais, como o rótulo ecológico e a verificação de inventários de gases de efeito estufa.

Assessoria de Imprensa

Monalisa Zia

imprensa@abnt.org.br

11 3017.3660