A ABNT, além de disponibilizar norma técnica sobre a instalação do produto, oferece aos fabricantes um programa de certificação.

 

Piso tátil tem a função de orientar pessoas com deficiência visual ou com baixa visão, por isso é diferenciado com textura e cor para ser perceptível, destacando-se do restante do piso que estiver ao redor. A instalação do produto é fator importante para que a sua finalidade seja atendida, conforme orienta a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

A norma ABNT NBR 16537:2016 - Acessibilidade - Sinalização tátil no piso - Diretrizes para elaboração de projetos e instalação  estabelece critérios e parâmetros técnicos que devem ser observados para a elaboração de projetos e instalação de sinalização tátil no piso, seja na construção ou na adaptação de edificações, espaços e equipamentos urbanos às condições de acessibilidade.

Esta norma complementa a ABNT NBR 9050:2015 – Acessibilidade a edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos. Elaborados pelo Comitê Brasileiro de Acessibilidade da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT/CB-040), os dois documentos reforçam a orientação para que os profissionais considerem o Desenho Universal, conceito que tem como objetivo definir projetos de produtos e ambientes contemplando toda a diversidade humana, desde crianças, adultos altos e baixos, idosos, gestantes, obesos, pessoas com deficiência ou com mobilidade reduzida.

Certificação

Para que os fabricantes possam comprovar ao mercado a eficiência de seus produtos, a ABNT também dispõe de um programa de certificação para piso tátil, iniciativa que, entre outros benefícios, promove o comprometimento com a qualidade; agrega valor à marca; permite a medição da melhoria continua do desenvolvimento do negócio; faz frente à concorrência desleal e torna a organização altamente competitiva com produtos em conformidade às normas técnicas.

O processo de certificação para piso tátil tem como base a ABNT NBR 16537:2016, no que diz respeito aos aspectos dimensionais, sendo complementado pela norma específica do material. Nos casos pertinentes, por exemplo, será utilizada também a norma que trata de placa cimentícia, a ABNT NBR 15498:2016, que estabelece métodos de ensaio para esse material.

Empresas interessadas em obter a certificação devem fazer contato pelo e-mail  certificacao@abnt.org.br e em seguida receberão a relação de  todos os documentos necessários para o processo.

Há cerca de 40 empresas no País que fabricam dois tipos de piso tátil: o de alerta e o direcional. O piso tátil de alerta, também conhecido como “piso de bolinha”, é instalado em início e término de escadas e rampas; em frente à porta de elevadores; em rampas de acesso às calçadas ou mesmo para alertar sobre um obstáculo que o deficiente visual não consiga rastrear com a bengala. A cor contrastante serve para auxiliar quem tem baixa visão.

Já o piso direcional tem a função de orientar um trajeto, servindo co o guia de direção em locais amplos onde não há ponto de referência que seja detectado com a bengala.

Cursos na ABNT

A área de Capacitação da ABNT vai realizar, nos dias 13 a 15 de setembro, mais um curso sobre acessibilidade, destinado a arquitetos, engenheiros civis, técnicos em edificação e segurança e outros profissionais das áreas projetos, construções e gestão. Focado em Comunicação e sinalização visual, tátil e sonora, conforme as normas da ABNT, o curso terá duração total de 24 horas, com três módulos.

O módulo introdutório abordará Desenho Universal, Legislação e Normas Técnicas; o Módulo II, a Aplicação dos Parâmetros Antropométricos e de Acessibilidade na Comunicação; e o Módulo III, a Aplicação da Comunicação e Sinalização em Edificações e seus usos.

As aulas acontecerão das 8h30 às 17h30, na Avenida Paulista 726, 10º andar. Os participantes receberão as normas ABNT NBR 9050:2015 e ABNT NBR 16537:2016 e  apostila com conceitos, além do certificado.

Outro curso, com o tema Acessibilidade a edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos - Interpretação da ABNT NBR 9050:2015, está previsto para outubro, em Porto Alegre (RS) e para São Paulo, em novembro.

A ABNT ainda disponibiliza, sob consulta, treinamentos com os temas “Análise e interpretação da ABNT 15320 - Acessibilidade à pessoa com deficiência no transporte rodoviário” e “Introdução ao Desenho Universal, Legislação e Normas Técnicas de Acessibilidade” e a palestra  “Sensibilização Pessoal e Motivação Profissional com foco na Acessibilidade e Inclusão Social”.

Para mais informações os interessados devem entrar em contato pelo telefone (11) 2344.1722, ou e-mail: cursos@abnt.org.br