Segurança é item fundamental na prática do ciclismo, por isso a ABNT dispõe de normas técnicas  e de um programa de certificação de componentes de bicicleta.

           

Nos dicionários a bicicleta é definida como “veículo de duas rodas impulsionado com pedais”. Para quem ama esse meio de transporte, ela é muito mais: é bike, é magrela ou, simplesmente, uma paixão que promove liberdade com sustentabilidade. Neste 19 de agosto, Dia Nacional do Ciclista, a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) homenageia todos que saem pedalando por aí, seja para estudar, trabalhar, competir ou por lazer.

 

A data, instituída em 2008, tem como marco a morte do ciclista Pedro Davison, atropelado dois anos antes, no Distrito Federal, por um motorista que dirigia em alta velocidade, estava com a carteira de habilitação vencida e não deu assistência à vítima. Infelizmente, casos semelhantes continuam acontecendo no país.

Enquanto crescem as campanhas de conscientização de motoristas para que respeitem os ciclistas, outro aspecto relacionado à segurança ganha destaque. É a obrigatoriedade da certificação de componentes de bicicleta de uso adulto, determinada pela Portaria n.º 656, de 17 de dezembro de 2012, do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), que fixou prazos para fabricação e importação e comercialização no atacado e varejo.

 

 

A legislaçãocompreende os seguintes componentes: Aro; Câmara de ar;Conjunto de freio; Cordoalha; Garfo; Garfo de suspensão;Guidão;Niple; Pedal;Pedivela; Quadro; Raio;e Suporte do guidão. A ABNT Certificadora mantém programa de avaliação da conformidade para esses produtos.

 

 

Os prazos determinados pelo Inmetro, escalonados a contar de dezembro de 2015, estão chegando às últimas etapas. A partir de dezembro deste ano os componentes comercializados por atacadistas e varejistas deverão estar certificados, à exceção dos conjuntos de freios, cujo prazo para atendimento à regulamentação termina em 31 de dezembro de 2018. Uma outra Portaria, de nº 313, de 26 de junho de 2016, determinou que, exclusivamente para microempresas e empresas de pequeno porte, os prazos fixados do documento anterior fossem acrescidos de 180 dias.

 

Empresas interessadas em obter a certificação da ABNT devem fazer contato pelo e-mail  certificacao@abnt.org.br e em seguida receberão a relação de todos os documentos necessários para o processo.

 

 

Coletânea de normas

 

A ABNT Editora disponibiliza à sociedade, desde 2015, uma Coletânea Eletrônica de Normas Técnicas sobre bicicletas. Com 236 páginas, a publicação em formato digital reúne 15 normas:

  • ABNT NBR 11868:1991 - Arame redondo de aço-carbono, trefilado para fabricação de raios de rodas – Especificação
  • ABNT NBR 13585:2013 - Segurança em pneus — Pneus de borracha para bicicletas
  • ABNT NBR 14713:2014 - Veículo de duas rodas — Bicicleta — Guidão e suporte do guidão — Requisitos de segurança
  • ABNT NBR 14714:2013 - Veículo de duas rodas — Bicicleta — Quadro e garfo rígido — Requisitos de segurança
  • ABNT NBR 14732:2013 - Veículo de duas rodas — Bicicleta — Aro de bicicleta
  • ABNT NBR 14868:2015 - Veículo de duas rodas — Bicicleta — Conjunto de freio — Requisitos e métodos de ensaio
  • ABNT NBR 15444:2013 - Veículo de duas rodas — Bicicleta — Pedal e pedivela — Resistência
  • ABNT NBR 15966:2014 - Veículo de duas rodas - Bicicleta - Garfo de suspensão dianteiro - Requisitos de segurança
  • ABNT NBR 16175:2013 - Veículos de duas rodas — Bicicleta — Capacete para condutores de bicicleta e usuários de patins, skates e semelhantes
  • ABNT NBR 8023:2013 - Veículo de duas rodas — Bicicleta — Raio de bicicleta — Dimensões
  • ABNT NBR 8024:2013 - Veículo de duas rodas — Bicicleta — Raio de bicicleta — Determinação da resistência à fadiga
  • ABNT NBR 8691:2013 - Veículo de duas rodas — Bicicleta — Niple de bicicleta — Dimensões
  • ABNT NBR 8692:2013 - Veículo de duas rodas — Bicicleta — Raio e niple — Determinação de resistência à tração
  • ABNT NBR 9295:2014 - Veículo de duas rodas - Bicicleta - Cordoalha - Determinação da resistência à tração
  • ABNT NBR NM 301:2004 - Bicicletas - Requisitos de segurança para bicicletas de uso infantil

A coletânea pode ser adquirida no serviço ABNTCatálogo, por meio do link: http://www.abntcatalogo.com.br/pub.aspx?ID=2871

 

Vida em duas rodas

           

Considerada uma escolha ecologicamente correta porque não emite carbono, a bicicleta proporciona outros benefícios: mais saúde e qualidade de vida por ser atividade física que estimula o desenvolvimento muscular e cardiovascular; economia de dinheiro por dispensar gastos com passagem, combustível e estacionamento; e economia de tempo por facilitar a escolha de percursos fora de áreas de trânsito intenso. Por isso seu uso tem sido incentivado cada vez mais.

 

Importantes cidades mundo afora, como Copenhague (Dinamarca), Amsterdã (Holanda), Nova York (Estados Unidos) e Barcelona (Espanha), destacam-se pela infraestrutura projetada para os ciclistas.

 

 

A frota de bicicletas no País, estimada pela Associação Brasileira de Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo), é de mais de 70 milhões de unidades, metade delas usada pela população para ir e voltar do trabalho.

 

 

O estudo “Ciclo-inclusão na ALC: Guia para impulsionar o uso da bicicleta”,  realizado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) com 38 cidades da América Latina e do Caribe e apresentado em 2015, apontou cinco capitais brasileiras onde a “magrela” é mais utilizada como meio de transporte: o Rio de Janeiro (RJ) apareceu em primeiro lugar, seguido de Florianópolis (SC), Belo Horizonte (MG), São Paulo (SP) e Curitiba (PR).

           

Sobre a ABNT

A ABNT é o Foro Nacional de Normalização, por reconhecimento da sociedade brasileira desde a sua fundação, em 28 de setembro de 1940, e confirmado pelo Governo Federal por meio de diversos instrumentos legais. É responsável pela gestão do processo de elaboração das Normas Brasileiras (NBR), destinadas aos mais diversos setores. A ABNT participa da normalização regional na Associação Mercosul de Normalização (AMN) e na Comissão Pan-Americana de Normas Técnicas (Copant) e da normalização internacional na International Organization for Standardization (ISO) e na International Electrotechnical Commission (IEC), influenciando o conteúdo de normas e procurando garantir condições de competitividade aos produtos e serviços brasileiros, além de exercer seu papel social. Além disso, a ABNT também é um Organismo de Avaliação da Conformidade acreditado pelo Inmetro para a certificação de diversos produtos, sistemas e programas ambientais, como o rótulo ecológico e a verificação de inventários de gases de efeito estufa.

 

Assessoria de Imprensa

 

Monalisa Zia

 

11 3017.3660

 

imprensa@abnt.org.br