A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) está disponibilizando na consulta nacional, até o dia 27 de setembro, o Projeto 17:500.02-011 - Bandeiras - tecidos planos e malhas - Requisitos e métodos de ensaio., que estabelece os requisitos e métodos de ensaio para tecidos planos e malhas para confecção de bandeiras de uso interno e externo.
 
Elaborado no âmbito do Comitê Brasileiro de Têxteis e do Vestuário (ABNT/CB-17), o documento apresenta duas tabelas com requisitos de fabricação e tolerâncias no desempenho do tecido para bandeiras.
 
Além disso, recomenda ao comprador que exija do fornecedor relatórios que comprovem o atendimento aos ensaios descritos nas tabelas. Também alerta que o fornecedor é responsável pela bandeira e suas matérias primas, de acordo com as características estabelecidas na norma.
 
Participaram da elaboração do Projeto de Norma representantes do Exército e da Marinha do Brasil, indústrias têxteis, fabricantes e fornecedores de bandeiras, além do SIndicato de Especialidades Têxteis do Estado de São Paulo (Sietex) e da Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (ABIT), responsável pela secretaria técnica do ABNT/CB-17.
 
Segundo a superintendente do ABNT/CB-17 a futura norma deverá orientar fabricantes de bandeiras a exigir qualidade no tecido para que possam fornecer um produto com durabilidade.
 
Consulta Nacional – O desenvolvimento de Normas Brasileiras é a resposta à demanda da sociedade por documentos que auxiliem no estabelecimento de padrões mínimos de qualidade e segurança de produtos, sistemas e serviços. Quando a ABNT recebe uma demanda para desenvolvimento de determinada norma, a encaminha ao Comitê Técnico encarregado pelo tema, que irá identificar e convocar as partes interessadas para que iniciem debate sobre o assunto até que este atinja maturidade técnica suficiente, quando é então denominado “Projeto de Norma”.
 
Para dar transparência ao processo de elaboração, a ABNT submete o Projeto de Norma a uma Consulta Nacional. Nesta fase, o Projeto fica à disposição da sociedade para ser avaliado por qualquer parte interessada.
 
A Consulta Nacional assegura que a Norma Brasileira resultante foi elaborada de forma clara para atendimento às necessidades da sociedade e que reflete as melhores práticas utilizadas no desenvolvimento do assunto em questão.
 
Sendo assim, é de extrema importância contar com a opinião das partes interessadas sobre o conteúdo de um Projeto de Norma em Consulta Nacional, para que as Normas Brasileiras possam realmente representar os interesses da sociedade, sendo plenamente aplicadas e gerando todos os benefícios inerentes à normalização.
 
Para participar, basta inscrever-se em www.abnt.org.br/consultanacional.
 
Contatos com a imprensa:
Denise Lima – 11 9 9611.7381 - e-mail: denise.lima@abnt.org.br
Oficina da Palavra – 11 3289.2139
Visite: www.abnt.org.br; www.abnt.org.br/catalogo e www.abnt.org.br/consultanacional
Acompanhe:  Facebook (Abnt Normas Técnicas) e Twitter (@abntoficial)