Norma da ABNT traz requisitos de desempenho e orientações para garantir a segurança na aplicação do material.

            Pela beleza e versatilidade, prateleiras de vidro estão cada vez mais presentes em projetos para residências ou estabelecimentos comerciais. Mas a segurança nesse tipo de instalação é fundamental, por isso a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) disponibiliza um documento com referências sobre cálculo de espessuras e modos de fixação, além de tópicos para uso do vidro.

            A norma ABNT NBR 14564:2017 — Vidros para sistemas de prateleiras – Requisitos e métodos de ensaio foi publicada este ano, depois de passar por processo de revisão no âmbito do Comitê Brasileiro de Vidros Planos (ABNT/CB-037). Seu objetivo é especificar os requisitos de desempenho e o método de ensaio necessário para garantir a segurança da aplicação do vidro na composição de sistemas de prateleiras.

            A Associação Brasileira de Distribuidores e Processadores de Vidros Planos (Abravidro), responsável pela Secretaria Técnica do ABNT/CB-037, faz algumas recomendações:

  • O cálculo para definir a espessura do vidro muda de acordo com o formato e o tipo (laminado, temperado etc.) da peça;
  • Para a fixação química, é necessário usar também a fixação mecânica auxiliar, ou consultar o fabricante do adesivo para verificar se ele é capaz de suportar as cargas a que o sistema estará sujeito;
  • As bordas do vidro devem ser fisicamente lapidadas ou lixadas para não apresentar cantos vivos, evitando que ofereçam risco de cortes e ferimentos;
  • Todos os cantos expostos da prateleira (não embutidos nos móveis, apoios ou paredes) precisam ser chanfrados ou arredondados, com raio estabelecido pela metade da espessura do vidro, mas nunca menor que 5 mm.

            A ABNT NBR 14564:2017 é um dos 15 documentos que compõem a Coletânea Eletrônica de Normas Técnicas “Vidro para construção civil e setor moveleiro”, organizada pela ABNT Editora. Tem 389 páginas e pode ser adquirida por meio do link: http://www.abntcatalogo.com.br/pub.aspx?ID=2965

            O Comitê Brasileiro de Vidros Planos atua na normalização referente a materiais e propriedades dimensionais, no que concerne a terminologia, requisitos, métodos de ensaio e generalidades. Há perto de 40 normas técnicas sobre o tema. Neste ano, também após processo de revisão, foi publicada a ABNT NBR 12067:2017 – Vidro plano - Determinação da resistência à tração na flexão, que especifica um método para a determinação da resistência à tração na flexão de vidros planos e, adicionalmente, apresenta o procedimento para a medição da flexão máxima oriunda do carregamento, a ser determinado sempre que houver interesse.

Sobre a ABNT

            A ABNT é o Foro Nacional de Normalização, por reconhecimento da sociedade brasileira desde a sua fundação, em 28 de setembro de 1940, e confirmado pelo Governo Federal por meio de diversos instrumentos legais. É responsável pela gestão do processo de elaboração das Normas Brasileiras (NBR), destinadas aos mais diversos setores. A ABNT participa da normalização regional na Associação Mercosul de Normalização (AMN) e na Comissão Pan-Americana de Normas Técnicas (Copant) e da normalização internacional na International Organization for Standardization (ISO) e na International Electrotechnical Commission (IEC), influenciando o conteúdo de normas e procurando garantir condições de competitividade aos produtos e serviços brasileiros, além de exercer seu papel social. Além disso, a ABNT também é um Organismo de Avaliação da Conformidade acreditado pelo Inmetro para a certificação de diversos produtos, sistemas e programas ambientais, como o rótulo ecológico e a verificação de inventários de gases de efeito estufa.

Assessoria de Imprensa

Monalisa Zia

(11) 3017.3660

imprensa@abnt.org.br

Contrato permitirá que profissionais do setor da construção adquiram normas com 80% de desconto.

Um contrato foi firmado entre aAssociação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), onde as empresas, instituições, profissionais e pesquisadores ligados à indústria da construção civil poderão ter acesso a normas técnicas e tabelas aplicáveis à tecnologia Building Information Modeling (BIM), com 80% de desconto.

Com o Catálogo de Normas da ABDI-ABNT, o usuário irá pagar apenas 20% do valor da norma. A parceria visa facilitar e ampliar o acesso das empresas e profissionais ao acervo de normas, agora com foco no BIM, que é uma nova tecnologia de modelagem virtual de componentes, elementos e sistemas, essencial para a de industrialização da construção.

Não é primeira vez que a ABNT e a ABDI firmam parceria para facilitar o acesso às normas técnicas. No biênio 2013/2014, foram disponibilizadas, em um portal, 48 normas aplicáveis à construção civil e outros setores, como Bens de Capital (BK), Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), além do BIM. Ao todo, foram registrados mais de 3 mil downloads das normas e cerca de 10 mil visualizações. Foram realizados 1,5 mil acessos às normas por usuários, beneficiando mais de 100 empresas e quase 1,5 mil pessoas físicas.

Para ter acesso ao Catálogo das Normas, basta acessar o site http://www.www.abntcatalogo.com.br/abdi, fazer o cadastro e efetuar o pagamento de apenas 20% do valor total do documento requerido. O Catálogo da ABDI-ABNT estará disponível por 18 meses, mesmo período de vigência do contrato.

BIM

O Building Information Modeling (BIM) é uma tecnologia de modelagem virtual parametrizada dos componentes e sistemas aplicados um uma edificação. Segundo o coordenador de Difusão Tecnológica da Agência, o BIM permite a acurácia do projeto, a redução de prazos e custos, simulações e correções prévias à construção. “Além disso, a modelagem virtual da construção promove maior transparência e controle de toda informação física, financeira e de desempenho do empreendimento em todo o seu ciclo de vida. É uma tecnologia essencial para elevar a produtividade do setor da construção civil”, ressaltou Claudionel Leite. 

Sobre a ABNT

            A ABNT é o Foro Nacional de Normalização, por reconhecimento da sociedade brasileira desde a sua fundação, em 28 de setembro de 1940, e confirmado pelo Governo Federal por meio de diversos instrumentos legais. É responsável pela gestão do processo de elaboração das Normas Brasileiras (NBR), destinadas aos mais diversos setores. A ABNT participa da normalização regional na Associação Mercosul de Normalização (AMN) e na Comissão Pan-Americana de Normas Técnicas (Copant) e da normalização internacional na International Organization for Standardization (ISO) e na International Electrotechnical Commission (IEC), influenciando o conteúdo de normas e procurando garantir condições de competitividade aos produtos e serviços brasileiros, além de exercer seu papel social. Além disso, a ABNT também é um Organismo de Avaliação da Conformidade acreditado pelo Inmetro para a certificação de diversos produtos, sistemas e programas ambientais, como o rótulo ecológico e a verificação de inventários de gases de efeito estufa.

Assessoria de Imprensa


Monalisa Zia

imprensa@abnt.org.br

11 3017.3660

O evento acontecerá em São Paulo, no dia 8 de novembro, com acesso via Web.

Com o objetivo de impulsionar o desenvolvimento do conhecimento da Engenharia e Gestão da Qualidade e da Excelência da Gestão, em benefício das organizações e de toda a Sociedade Brasileira, a Academia Brasileira da Qualidade (ABQ) realizará no dia 08 de novembro, durante a Semana Mundial da Qualidade, com apoio da ABNT, o “IV Seminário ABQ Qualidade Século XXI – Qualidade Inovadora e Sustentável”, no Espaço Nobre da Fiesp, em São Paulo.

O tema Qualidade é de tal relevância que diversas organizações criaram o Dia, a Semana e o Mês Mundial da Qualidade. A Academia Brasileira da Qualidade (ABQ) é uma organização não governamental, sem fins lucrativos e destinada a propugnar pela Qualidade e Excelência na Gestão, que congrega os principais expoentes da Qualidade dos mais diversos setores econômicos nos âmbitos público, privado e acadêmico.     

Os temas do Seminário foram estrategicamente selecionados para garantir atualização sobre os mais diversos cenários e previsões para o Brasil enfrentar os desafios da competitividade global, os quais serão apresentados por palestrantes Acadêmicos da ABQ e expoentes em suas áreas, tais como: Dorothea Werneck, Ozires Silva, Nigel Croft, Reinaldo Figueiredo, Getulio Ferreira, Ana Maria Malik, Wagner Giovanini e Alexandre De Micel, os quais poderão ser acompanhados via web, em tempo real, ou presencialmente, exclusivamente para convidados da ABQ.

O público esperado é de Profissionais ou estudantes de Engenharia da Qualidade, da Gestão da Qualidade, Excelência da Gestão, outras Engenharias, Administração, Recursos Humanos, empreendedores, executivos e alto executivos de empresas e Organizações dos setores privado, público ou acadêmico.

Os interessados poderão participar presencialmente ou via web. Para saber sobre o programa e como se inscrever, acesse http://www.abqualidade.org.br/Eventos/home.php?programacao

IV Seminário ABQ Qualidade Século XXI

08 de novembro de 2017

Local: FIESP - Federação das Indústrias do Estado de São Paulo

Av. Paulista, 1313 – Bela Vista -  São Paulo/SP.

Para mais informações: http://www.abqualidade.org.br/

Sobre a ABNT

A ABNT é o Foro Nacional de Normalização, por reconhecimento da sociedade brasileira desde a sua fundação, em 28 de setembro de 1940, e confirmado pelo Governo Federal por meio de diversos instrumentos legais. É responsável pela gestão do processo de elaboração das Normas Brasileiras (NBR), destinadas aos mais diversos setores. A ABNT participa da normalização regional na Associação Mercosul de Normalização (AMN) e na Comissão Pan-Americana de Normas Técnicas (Copant) e da normalização internacional na International Organization for Standardization (ISO) e na International Electrotechnical Commission (IEC), influenciando o conteúdo de normas e procurando garantir condições de competitividade aos produtos e serviços brasileiros, além de exercer seu papel social. Além disso, a ABNT também é um Organismo de Avaliação da Conformidade acreditado pelo Inmetro para a certificação de diversos produtos, sistemas e programas ambientais, como o rótulo ecológico e a verificação de inventários de gases de efeito estufa.

Assessoria de Imprensa

Monalisa Zia

11 3017.3660

imprensa@abnt.org.br

O evento acontecerá em São Paulo, nos dias 7 a 9 de novembro.

A NT Expo - Negócios nos Trilhos está chegando à 20ª edição. O evento, considerado o principal do setor metroferroviário na América do Sul, tem o apoio da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e será realizado nos dias 7 a 9 de setembro, no Expo Center Norte, em São Paulo.

Iniciativa da UBM Brazil, a NT Expo reúne exposição, conferências e rodadas de negócios com a participação dos principais fornecedores nacionais e internacionais, operadores de ferrovias, metrôs e trens urbanos, além de técnicos do governo, empresas de logística e clientes de carga. No Espaço Inovação + Mobilidade, especialmente, o público poderá se atualizar sobre novas tecnologias e soluções para o setor relacionadas a manutenção, produtos e serviços.

Na área de exposição estarão empresas das áreas de bilhetagem, construção, dormentes, eletrificação, estações e terminais, gerenciamento de sistemas, material rodante, motores, sinalização e telecomunicações, entre outras. Além dos brasileiros, são aguardados expositores da Argentina, Áustria, China, Finlândia, Itália, Rússia, Suécia, Suíça, Taiwan e do Reino Unido.

Em 2016, o evento recebeu mais de 5 mil visitantes, 100 marcas expositoras e promoveu cerca de 80 reuniões durante rodadas de negócios.

Normalização

O setor conta com a Normalização técnica para temas como via permanente, material rodante, carro metropolitano, segurança e bilhetagem. No âmbito do Comitê Brasileiro Metroferroviário (ABNT/CB-006), cuja Secretaria Técnica é exercida pelo Sindicato Interestadual da Indústria de Materiais eEquipamentos Ferroviários e Rodoviários (Simefre),são disponibilizadas perto de 140 normas. Apenas neste ano foram publicados os seguintes documentos:

Sobre a ABNT

A ABNT é o Foro Nacional de Normalização, por reconhecimento da sociedade brasileira desde a sua fundação, em 28 de setembro de 1940, e confirmado pelo Governo Federal por meio de diversos instrumentos legais. É responsável pela gestão do processo de elaboração das Normas Brasileiras (NBR), destinadas aos mais diversos setores. A ABNT participa da normalização regional na Associação Mercosul de Normalização (AMN) e na Comissão Pan-Americana de Normas Técnicas (Copant) e da normalização internacional na International Organization for Standardization (ISO) e na International Electrotechnical Commission (IEC), influenciando o conteúdo de normas e procurando garantir condições de competitividade aos produtos e serviços brasileiros, além de exercer seu papel social. Além disso, a ABNT também é um Organismo de Avaliação da Conformidade acreditado pelo Inmetro para a certificação de diversos produtos, sistemas e programas ambientais, como o rótulo ecológico e a verificação de inventários de gases de efeito estufa.

Assessoria de Imprensa

Monalisa Zia

11 3017.3660
imprensa@abnt.org.br

Requisitos específicos contribuem para o sucesso da instalação e para a segurança dos usuários.

Presentes nos mais diversos projetos de arquitetura, as portas automáticas aliam praticidade e beleza além da facilidade de acesso. Para que atendam à finalidade a que se destinam, entretanto, é necessário observar orientações da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Nesse caso, há dois documentos elaborados no âmbito da Comissão de Estudo Especial de Portas Automáticas (ABNT/CEE-107), responsável pela Normalização para sistemas de portas automáticas acionadas por sensor e por comando manual. 

Uma das normas é a ABNT NBR 15202: 2006 - Sistemas de portas automáticas, que estabelece os requisitos para o desempenho de sistemas de portas automáticas de uso para pedestre e tráfego de pequenos veículos, visando garantir a operacionalidade com segurança e durabilidade.

 

A outra norma é a ABNT NBR 16025: 2012 - Sistemas de portas automáticas — Requisitos e métodos de ensaios, que estabelece os requisitos de segurança e métodos de ensaio dos componentes de portas automáticas deslizantes horizontais (retas e curvas), portas batentes e portas automáticas utilizadas em saídas de emergência para pedestres.

 

Se o projeto prevê portas automáticas de vidro, a Associação Brasileira de Distribuidores e Processadores de Vidros Planos (Abravidro), que responde pelo Comitê Brasileiro de Vidros Planos (ABNT/CB-037), alerta que deve ser utilizado apenas o material de segurança (vidros temperados ou laminados).

Caso o projeto inclua esquadrias, é preciso atender às especificações da ABNT NBR 10821 – Esquadrias para edificações, norma técnica com cinco partes, elaborada pela Comissão de Estudo Especial de Esquadrias (ABNT/CEE-191). Confira:

 

           

A Abravidro ainda faz três recomendações: 1) esquadrias de alumínio precisam ser anodizadas ou protegidas por pintura eletrostática; 2) esquadrias de aço carbono ou ligas de aço e cobre devem ser galvanizadas ou receber pintura ou tratamento que as protejam contra corrosão; e 3) As esquadrias escolhidas devem ser aprovadas em ensaios de desempenho acústico, penetração de ar, estanqueidade à água, além de resistência a cargas uniformemente distribuídas e às operações de manuseio.

 

Sobre a ABNT

 

A ABNT é o Foro Nacional de Normalização, por reconhecimento da sociedade brasileira desde a sua fundação, em 28 de setembro de 1940, e confirmado pelo Governo Federal por meio de diversos instrumentos legais. É responsável pela gestão do processo de elaboração das Normas Brasileiras (NBR), destinadas aos mais diversos setores. A ABNT participa da normalização regional na Associação Mercosul de Normalização (AMN) e na Comissão Pan-Americana de Normas Técnicas (Copant) e da normalização internacional na International Organization for Standardization (ISO) e na International Electrotechnical Commission (IEC), influenciando o conteúdo de normas e procurando garantir condições de competitividade aos produtos e serviços brasileiros, além de exercer seu papel social. Além disso, a ABNT também é um Organismo de Avaliação da Conformidade acreditado pelo Inmetro para a certificação de diversos produtos, sistemas e programas ambientais, como o rótulo ecológico e a verificação de inventários de gases de efeito estufa.

Assessoria de Imprensa

Monalisa Zia

11 3017.3660

imprensa@abnt.org.br

Norma da ABNT oferece orientações sobre materiais utilizados e para a instalação, evitando danos aos usuários.

            A escolha do tipo correto de vidro para boxes de banheiro é fundamental para garantir a segurança dos usuários. Na dúvida, o melhor a fazer é consultar a ABNT NBR 14207:2009 – Boxes de banheiro fabricados com vidro de segurança. Esta norma técnica especifica os requisitos mínimos para os materiais utilizados no projeto e na instalação de boxes de banheiro fabricados a partir de painéis de vidro de segurança para uso em apartamentos, casas e hotéis.

            São os seguintes os tipos de vidros de segurança permitidos:

  • Temperado – material submetido a um processo de aquecimento e resfriamento rápido, fazendo com que a peça se torne cinco vezes mais forte e, ao quebrar, seja fragmentada em pedaços pequenos e não pontiagudos, reduzindo o risco de ferimentos. O vidro temperado é encontrado nas versões incolor e em cores como verde, cinza e bronze e também é comercializado com soluções especiais para oferecer privacidade e reflexão, caso dos materiais impressos e espelhados.
  • Laminado – como um sanduíche de vidro, é composto por duas ou mais lâminas fortemente interligadas por uma ou mais camadas intermediárias. Em caso de quebra, os cacos ficam presos na camada intermediária, evitando que se espalhem e causem ferimentos.  
  • Temperado com película de segurança - A peça inteira de vidro recebe uma película de segurança antes da instalação, incluindo a parte que ficará presa na estrutura do boxe. O fabricante da película deve garantir que, em caso de quebra, ela suporte pelo menos um movimento completo de abertura e fechamento da porta. Além disso, os fragmentos devem permanecer presos à estrutura por pelo menos duas horas após a quebra.

           

            Responsável pela Secretaria Técnica do Comitê Brasileiro de Vidros Planos (ABNT/CB-037), que atua na normalização referente a materiais e propriedades dimensionais, no que concerne a terminologia, requisitos, métodos de ensaio e generalidades, a Associação Brasileira de Distribuidores e Processadores de Vidros Planos (Abravidro) mantém um serviço de orientação para vidraceiros e consumidores. É o programa De Olho no Boxe (www.deolhonoboxe.com.br), que oferece informações sobre os modelos de boxe e tipos de vidro, manutenção preventiva, dicas para um boxe seguro, contatos de vidraceiros e soluções para projetos.

Mais normas

            A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) dispõe de mais de 30 normas para o setor vidreiro, elaboradas no âmbito do ABNT/CB-037. Confira algumas delas, relacionadas a vidros especiais:

 

  • ABNT NBR 14698:2001 - Vidro Temperado, que especifica os requisitos gerais, métodos de ensaio e cuidados necessários para garantir a segurança, a durabilidade e a qualidade do vidro temperado plano em suas aplicações na construção civil, na indústria moveleira e nos eletrodomésticos da linha branca. Também fornece a metodologia de classificação deste produto como vidro de segurança.
  • ABNT NBR 14697:2001 - Vidro Laminado, que especifica os requisitos gerais, métodos de ensaio e cuidados necessários para garantir a segurança e a durabilidade do vidro laminado em suas aplicações na construção civil e na indústria moveleira, bem como a metodologia de classificação deste produto como vidro de segurança.
  • ABNT NBR 13866:2004 - Vidro temperado para aparelhos domésticos da linha branca, que especifica os requisitos e os métodos de ensaio para vidros temperados utilizados em aparelhos domésticos da linha branca.

 

            Sobre vidros de segurança, há ainda 11 normas que estabelecem métodos de ensaios para determinação de distorção óptica, transmissão luminosa, resistência a umidade e a altas temperaturas, entre outros. Esses documentos podem ser conhecidos em www.abntcatalogo.com.br.

            A ABNT Editora disponibiliza a Coletâneas Eletrônicas de Normas Técnicas “Vidro para construção civil e setor moveleiro”, que reúne 15 documentos em 389 páginas. A publicação pode ser adquirida por meio do link: http://www.abntcatalogo.com.br/pub.aspx?ID=2965

Sobre a ABNT

            A ABNT é o Foro Nacional de Normalização, por reconhecimento da sociedade brasileira desde a sua fundação, em 28 de setembro de 1940, e confirmado pelo Governo Federal por meio de diversos instrumentos legais. É responsável pela gestão do processo de elaboração das Normas Brasileiras (NBR), destinadas aos mais diversos setores. A ABNT participa da normalização regional na Associação Mercosul de Normalização (AMN) e na Comissão Pan-Americana de Normas Técnicas (Copant) e da normalização internacional na International Organization for Standardization (ISO) e na International Electrotechnical Commission (IEC), influenciando o conteúdo de normas e procurando garantir condições de competitividade aos produtos e serviços brasileiros, além de exercer seu papel social. Além disso, a ABNT também é um Organismo de Avaliação da Conformidade acreditado pelo Inmetro para a certificação de diversos produtos, sistemas e programas ambientais, como o rótulo ecológico e a verificação de inventários de gases de efeito estufa.

Assessoria de Imprensa

Monalisa Zia

imprensa@abnt.org.b

11 3017.3660

No próximo dia 16, a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) irá comemorar o Dia Mundial da Normalização e os seus 77 anos de histórias e contribuições para o país.

O evento acontecerá no auditório do 4º andar, da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e será composto de palestras e premiações.

Além disso, será apresentado ao público o novo formato do serviço ABNTColeção, que a partir de agora  possibilita que os assinantes tenham acesso a mais de 250 mil  normas técnicas em qualquer lugar que estejam, com rapidez e segurança.

O evento será gratuito e aberto ao público. Para participar basta inscrever-se no link http://bit.ly/2yuiLp4

77 anos de histórias

Os ideais manifestados em 28 de setembro de 1940 continuam os mesmos, porém, a trajetória da Associação Brasileira de Normas Técnicas, nestes 77 anos, é permeada de desafios e conquistas que engrandecem a Normalização Técnica do País e se refletem em ganhos para toda a sociedade.

A ABNT, possui mais de 300 Comitês Técnicos e um acervo composto por aproximadamente 8 mil normas. Com uma atuação forte em todos os setores, contribui cada vez mais para aumentar os avanços do Brasil nas áreas econômica, social e ambiental, o que justifica esforços intensos da participação brasileira nos organismos internacionais de Normalização.

Ao completar mais um aniversário, a ABNT reitera a fidelidade à sua missão e o seu compromisso com o Brasil.

Para comemorar em grande estilo, realizará a entrega do Prêmio ABNT de Excelência em Normalização, que é conferido aos Comitês Técnicos da ABNT, às Pessoas Jurídicas e às Pessoas Físicas que tenham se destacado no ano anterior ao da premiação em prestação de serviços relevantes à coletividade brasileira, no campo da normalização e atividades afins, com atuação nos âmbitos nacional, regional ou internacional, e que tenham contribuído significativamente para a promoção e o fortalecimento da normalização.

Dia Mundial da Normalização

Celebrado em 14 de outubro, o Dia Mundial da Normalização foi estabelecido, desde 1998, como forma de prestar reconhecimento a todos aqueles que, voluntariamente, oferecem seus reconhecimentos para promover a qualidade e a segurança de produtos, processos e serviços, por meio de normas técnicas.  

Como tradição, todo ano a International Organization for Standardization (ISO), International Telecomunication Union (ITU) e a International Electrotechnical Commission (IEC), definem um tema para celebrar a data. Este ano o tema é “Normas Técnicas tornam as cidades mais inteligentes”.  A mensagem completa pode ser conferida no site da ABNT: http://bit.ly/2xZk2TW
Prêmio ABNT de Excelência em normalização

Realizado desde 2010, o Prêmio ABNT de Excelência em Normalização homenageia pessoas físicas e jurídicas que tenham prestado serviços relevantes à sociedade, seguindo as normas técnicas, em âmbito regional, nacional ou internacional, e que tenham contribuído significativamente para a promoção e o fortalecimento da normalização.  

O objetivo do prêmio é que cada vez mais, a normalização seja vista como ferramenta capaz de empoderar o consumidor, a indústria e o comércio, e influenciar o relacionamento dos mesmo entre os países.

Confira a programação completa:

9 h          Abertura
9 h 30    Comemoração do Aniversário da ABNT e do Dia Mundial da Normalização
10 h 15  A Normalização Brasileira e seus Desafios
11 h       As Normas Técnicas e sua Proteção
11 h 45  ABNTColeção – Acesso à coleções de Normas Técnicas mundiais
12 h 30  Prêmio Excelência em Normalização
13 h       Encerramento

Inscrições gratuitas: http://bit.ly/2yuiLp4

Sobre a ABNT - A ABNT é o Foro Nacional de Normalização, por reconhecimento da sociedade brasileira desde a sua fundação, em 28 de setembro de 1940, e confirmado pelo Governo Federal por meio de diversos instrumentos legais. É responsável pela gestão do processo de elaboração das Normas Brasileiras (NBR), destinadas aos mais diversos setores. A ABNT participa da normalização regional na Associação Mercosul de Normalização (AMN) e na Comissão Pan-Americana de Normas Técnicas (Copant) e da normalização internacional na International Organization for Standardization (ISO) e na International Electrotechnical Commission (IEC), influenciando o conteúdo de normas e procurando garantir condições de competitividade aos produtos e serviços brasileiros, além de exercer seu papel social. Além disso, a ABNT também é um Organismo de Avaliação da Conformidade acreditado pelo Inmetro para a certificação de diversos produtos, sistemas e programas ambientais, como o rótulo ecológico e a verificação de inventários de gases de efeito estufa.

Assessoria de Imprensa

Monalisa Zia
11 3017.3660
imprensa@abnt.org.br

Especialista afirma que acidentes continuam acontecendo porque normas não são cumpridas.

            A realização de ensaios e inspeções regulares em cestas aéreas e guindastes com cesto acoplado é obrigatória, por determinação do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). O Anexo XII da Norma Regulamentadora nº 12, publicado em dezembro de 2011 por meio da Portaria nº 193, traz essa exigência e outras relacionadas a construção e manutenção desses equipamentos destinados à elevação de pessoas para execução de trabalho em altura.

            A obrigatoriedade de ensaios e inspeções foi reforçada em setembro de 2016, com a publicação da revisão do Anexo XII, tendo como principal objetivo reduzir o número de acidentes, que geralmente têm graves consequências. Mas a situação não mudou muito.

            “Apesar de passados quase seis anos desde a publicação deste Anexo, o número de acidentes graves gerados por falhas estruturais em equipamentos não parece ter reduzido”, afirma o engenheiro Hélio Domingos R. Carvalho, coordenador da Comissão de Estudos de Cestas Aéreas Isoladas (CE 003:519.006), que atua no âmbito do Comitê Brasileiro de Eletricidade (ABNT/CB-003). Ele ressalta que os acidentes poderiam ter sido evitados se boas práticas de manutenção, aliadas à realização de ensaios estruturais não destrutivos, já fossem adotadas pelas empresas.

            Tanto o Anexo XII da NR 12 como a ABNT NBR 16092:2012 - Cestas aéreas — Especificações e ensaios estabelecem três tipos de inspeções e ensaios que devem ser realizados e as respectivas periodicidades, com a finalidade de identificar defeitos que possam colocar em risco a integridade do equipamento, dos usuários ou de terceiros.

            Também os guindastes com cestos acoplados devem ser submetidos a inspeções e ensaios periódicos para garantir seu bom funcionamento e sua integridade estrutural. Nesse caso, a norma a ser atendida é a ABNT NBR 14768:2015 - Guindastes - Guindaste articulado hidráulico – Requisitos, que especifica os requisitos mínimos para projeto, cálculo, inspeções e ensaios de guin­dastes articulados hidráulicos, bem como a respectiva instalação sobre veículos ou bases fixas.

            “É certo que um acidente estrutural de um equipamento sempre terá algumas causas possíveis, dentre elas, falta de manutenção adequada, fadiga do material, mau uso da máquina ou mesmo outros acidentes menores, muitas vezes, não relatados pelos usuários, que debilitam a estrutura do equipamento”, afirma o engenheiro Hélio Carvalho, que também é membro do Grupo Técnico do Anexo XII da NR 12.

            Da mesma forma, como garante o especialista, é certo que a identificação prévia da debilidade estrutural de um equipamento irá minimizar ou eliminar o risco da ocorrência de um acidente grave e, consequentemente, irá reduzir consideravelmente a ocorrência de prejuízos humanos e patrimoniais devido a um acidente e, em casos mais extremos, evitará a perda de vidas.

            Hélio Carvalho destaca que os danos e prejuízos gerados a partir de um acidente com uma cesta aérea ou guindaste, especialmente quando há vítimas, já seriam suficientes para justificar a inclusão da realização dos ensaios e inspeções regulares no planejamento de manutenção preventiva das empresas.

            “Não bastasse isto, o Anexo XII da NR 12 foi categórico ao incluir em seus itens 2.15 e 3.16 que as cestas aéreas e os guindastes com cesto acoplado devem ser submetidos a inspeções e ensaios previstos nas normas ABNT NBR 16092:2012 e ABNT NBR 14768:2015, respectivamente”, comenta o engenheiro. Ele reitera que a medida torna obrigatória a realização periódica dos ensaios e inspeções previstos nos itens das normas, dentre eles, inspeções visuais, funcionais, aplicação de carga, tensão aplicada e ensaios não destrutivos e, em destaque, o ensaio de emissão acústica.

            Especificamente sobre o ensaio de emissão acústica, o engenheiro observa que o Brasil já dispõe de normalização própria recentemente elaborada no âmbito da ABNT. As normas são as seguintes:

  • ABNT NBR 16601:2017Ensaio não destrutivo - Emissão acústica – Procedimento para ensaios em guindastes articulados hidráulicos com ou sem cesto acoplado;
  • ABNT NBR 16593:2017Ensaio não destrutivo - Emissão acústica – Procedimento para ensaio em cestas aéreas isoladas e não isoladas.

           

            O engenheiro adverte que a não realização dos ensaios e inspeções regulares e a falta do seu devido registro em relatório elaborado e assinado por pessoa qualificada e certificada poderá resultar na autuação e, em casos mais extremos, na interdição dos equipamentos pela fiscalização do Ministério do Trabalho e Emprego.

            A questão se torna mais delicada ainda no caso da ocorrência de um acidente com equipamento que não tenha sido submetido aos ensaios e inspeções regulares. “As consequências de um acidente com vítimas em equipamentos nesta situação serão certamente terríveis, seja no campo humano, administrativo e ainda diante do Ministério Público”, conclui Hélio Carvalho.


Sobre a ABNT


A ABNT é o Foro Nacional de Normalização, por reconhecimento da sociedade brasileira desde a sua fundação, em 28 de setembro de 1940, e confirmado pelo Governo Federal por meio de diversos instrumentos legais. É responsável pela gestão do processo de elaboração das Normas Brasileiras (NBR), destinadas aos mais diversos setores. A ABNT participa da normalização regional na Associação Mercosul de Normalização (AMN) e na Comissão Pan-Americana de Normas Técnicas (Copant) e da normalização internacional na International Organization for Standardization (ISO) e na International Electrotechnical Commission (IEC), influenciando o conteúdo de normas e procurando garantir condições de competitividade aos produtos e serviços brasileiros, além de exercer seu papel social. Além disso, a ABNT também é um Organismo de Avaliação da Conformidade acreditado pelo Inmetro para a certificação de diversos produtos, sistemas e programas ambientais, como o rótulo ecológico e a verificação de inventários de gases de efeito estufa.

Assessoria de Imprensa

Monalisa Zia
11 3017.3660
imprensa@abnt.org.br

O material, se utilizado adequadamente, ajuda a reduzir os efeitos da poluição sonora, a segunda maior causa de doenças no mundo, de acordo com a OMS.

Depressão, surdez, agressividade, perda de concentração, dores de cabeça, insônia, gastrite e redução da libido são alguns dos males causados aos seres humanos pelo excesso de ruído. Embora as reações possam variar de uma pessoa para outra, a Organização Mundial da Saúde (OMS) considera a poluição sonora um problema de saúde pública. Por isso é fundamental que todo projeto de arquitetura e engenharia contemple o isolamento acústico, que tem o vidro como importante aliado.

A Associação Brasileira de Distribuidores e Processadores de Vidros Planos (Abravidro), entretanto, alerta que o vidro precisa ser especificado corretamente. O auxílio vem da norma ABNT NBR 15575-4:2013 -   ABNT NBR 15575 — Edificações habitacionais — Desempenho. Parte 4: Requisitos para os sistemas de vedações verticais internas e externas — SVVIE, elaborada pelo Comitê Brasileiro da Construção Civil (ABNT/CB-002). Esta parte da ABNT NBR 15575 estabelece os requisitos, os critérios e os métodos para a avaliação do desempenho de sistemas de vedações verticais internas e externas (SVVIE) de edificações habitacionais ou de seus elementos.


Embora não defina um tipo de vidro ou uma espessura específica do material para proporcionar o isolamento acústico, a norma técnica recomenda que se faça ensaio do conjunto de vedação para verificar se seu desempenho é satisfatório para a classe de ruído à qual se destina. O Laboratório de Conforto Ambiental e Sustentabilidade de Edifícios (LCA) do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) realiza ensaios desses sistemas, avaliando e elaborando recomendações de intervenções na edificação ou no seu projeto, quando necessárias.

Numa tabela da ABNT NBR 15575-4:2013 são relacionadas, por exemplo, três classes de ruído e o desempenho esperado do conjunto de vedação da fachada:

  • Classe I — Habitação localizada distante de fontes de ruído intenso de quaisquer naturezas - Desempenho mínimo: redução sonora igual ou maior que 25 dB – Desempenho intermediário: redução sonora igual ou maior que 30 dB – Desempenho superior: redução sonora igual ou maior que 35 dB
  • Classe II — Habitação localizada em áreas sujeitas a situações de ruído não enquadráveis nas classes I e III - Desempenho mínimo: redução sonora igual ou maior que 30 dB – Desempenho intermediário: redução sonora igual ou maior que 35 dB – Desempenho superior: redução sonora igual ou maior que 40 dB
  • Classe III — Habitação sujeita a ruído intenso de meios de transporte e de outras naturezas, desde que esteja de acordo com a legislação - Desempenho mínimo: redução sonora igual ou maior que 35 dB – Desempenho intermediário: redução sonora igual ou maior que 40 dB – Desempenho superior: redução sonora igual ou maior que 45 dB
  • ABNT NBR 12067:2017 – Vidro plano - Determinação da resistência à tração na flexão. Especifica um método para a determinação da resistência à tração na flexão de vidros planos. Adicionalmente, apresenta o procedimento para a medição da flexão máxima oriunda do carregamento, a ser determinado sempre que houver interesse.
  • ABNT NBR 14564:2017 - Vidros para sistemas de prateleiras - Requisitos e métodos de ensaio. Especifica os requisitos de desempenho e o método de ensaio necessários para garantir a segurança da aplicação do vidro na composição de sistemas de prateleiras.
  • ABNT NBR 7199:2016 - Vidros na construção civil — Projeto, execução e aplicações. Esta norma, com 57 páginas, foi totalmente atualizada e é considerada o mais importante texto técnico do setor vidreiro. Numa tabela, define os diversos tipos de vidros e suas mais novas aplicações.

           
De acordo com a OMS, um ruído de 50 decibéis (dB) já prejudica a comunicação e, a partir de 55 dB, pode causar estresse e outros efeitos negativos. Ao alcançar 75 dB, o ruído apresenta risco de perda auditiva se o indivíduo for exposto por períodos de até oito horas diárias.A poluição sonora, que atinge 10% da população mundial, ocupa o segundo lugar no ranking da Organização como maior causadora de doenças, sendo superada apenas pela atmosférica.


Outras normas


A Abravidro responde pela Secretaria Técnica do Comitê Brasileiro de Vidros Planos (ABNT/CB-037), que atua na normalização referente a materiais e propriedades dimensionais,
no que concerne a terminologia, requisitos, métodos de ensaio e generalidades.


Estão disponíveis mais de 30 normas técnicas, sendo de publicação mais recente as seguintes:


Sobre a ABNT


A ABNT é o Foro Nacional de Normalização, por reconhecimento da sociedade brasileira desde a sua fundação, em 28 de setembro de 1940, e confirmado pelo Governo Federal por meio de diversos instrumentos legais. É responsável pela gestão do processo de elaboração das Normas Brasileiras (NBR), destinadas aos mais diversos setores. A ABNT participa da normalização regional na Associação Mercosul de Normalização (AMN) e na Comissão Pan-Americana de Normas Técnicas (Copant) e da normalização internacional na International Organization for Standardization (ISO) e na International Electrotechnical Commission (IEC), influenciando o conteúdo de normas e procurando garantir condições de competitividade aos produtos e serviços brasileiros, além de exercer seu papel social. Além disso, a ABNT também é um Organismo de Avaliação da Conformidade acreditado pelo Inmetro para a certificação de diversos produtos, sistemas e programas ambientais, como o rótulo ecológico e a verificação de inventários de gases de efeito estufa.

 

Assessoria de Imprensa

Monalisa Zia
11 3017.3660
imprensa@abnt.org.br

A empresa, que utiliza borracha proveniente de tampas de medicamentos recicladas para produzir os pisos, é a segunda a conquistar o Certificado.

A HR Industrial Revestimentos Especiais de Borracha Eirelli, situada em Diadema (SP), é a segunda empresa a receber certificação da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) referente a pisos absorventes de impacto. Aplicado em playgrounds e brinquedotecas, principalmente, devido à capacidade de amortecer impacto em casos de quedas dos pequenos usuários, o piso da HR é produzido com borracha proveniente de tampas de medicamentos recicladas. No ano passado, em 17 de agosto, a ABNT certificou a MP Multi Pisos Ecológicos Ltda., instalada no município de Taboão da Serra (SP) e que também utiliza borracha reciclada em seu processo de produção.


A certificação da HR foi concedida no dia 11 de setembro, sendo cumpridas as seguintes etapas: análise de documentos; auditoria; coleta de amostras para ensaios que foram realizados no laboratório Novo Lab; análise dos resultados; e emissão do certificado.


De caráter voluntário, esta certificação tem como base a norma ABNT NBR 16071-3 - Playgrounds - Parte 3: Requisitos de segurança para pisos absorventes de impacto.


Atualmente, a ABNT dispõe de mais de 400 programas de certificação, em diversos segmentos, sendo o Organismo Certificador de Produtos (OCP) com o maior escopo de acreditação junto ao Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). Empresas interessadas em obter a certificação da ABNT devem fazer contato pelo e-mail certificacao@abnt.org.br e em seguida receberão a relação de todos os documentos necessários para o processo.


Sobre a ABNT -
A ABNT é o Foro Nacional de Normalização, por reconhecimento da sociedade brasileira desde a sua fundação, em 28 de setembro de 1940, e confirmado pelo Governo Federal por meio de diversos instrumentos legais. É responsável pela gestão do processo de elaboração das Normas Brasileiras (NBR), destinadas aos mais diversos setores. A ABNT participa da normalização regional na Associação Mercosul de Normalização (AMN) e na Comissão Pan-Americana de Normas Técnicas (Copant) e da normalização internacional na International Organization for Standardization (ISO) e na International Electrotechnical Commission (IEC), influenciando o conteúdo de normas e procurando garantir condições de competitividade aos produtos e serviços brasileiros, além de exercer seu papel social. Além disso, a ABNT também é um Organismo de Avaliação da Conformidade acreditado pelo Inmetro para a certificação de diversos produtos, sistemas e programas ambientais, como o rótulo ecológico e a verificação de inventários de gases de efeito estufa.

Assessoria de Imprensa

Monalisa Zia
11 3017.3660
imprensa@abnt.org.br