A decisão foi unânime, demonstrando a satisfação com as práticas de gestão e governança da entidade.

Reunidos em Assembleia Geral Ordinária no dia 16 de maio, os associados da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) aprovaram, sem ressalvas, o Balanço e as Demonstrações Financeiras referentes ao exercício de 2016. “A aprovação, com unanimidade de votos, reflete não apenas o reconhecimento da transparência com que exercemos nossas atividades, mas é também uma manifestação de confiança no futuro da ABNT”, declara o Diretor Geral, Ricardo Fragoso.

O faturamento de 2016, confirmando as melhores práticas de gestão e governança da entidade, superou o realizado em 2015. “Mais uma vez a ABNT apresentou superávit operacional acima do orçado, mesmo com a retração do mercado, a crise política generalizada,  o alto nível de desemprego,  o recuo do PIB em 3,6%, tornando-se a pior recessão da história do país e afetando todos os setores  da economia brasileira”, observa Fragoso.

As despesas operacionais de 2016, por sua vez, ficaram equiparadas às de 2015, mesmo com um índice inflacionário de 6,29% no mesmo período, o que confirma as rígidas ações adotadas pela gestão da entidade ao longo de mais de uma década.

O Balanço, além de examinado e aprovado pelo Conselho Fiscal e Conselho Deliberativo da ABNT, foi auditado por uma auditoria independente e de renome internacional, a RSM, presente em 120 países. Atestando a sanidade das contas examinadas, a auditoria concluiu que “apresentam adequadamente, em todos os aspectos relevantes, a posição patrimonial e financeira da ABNTem 31 de dezembro de 2016, o desempenho de suas operações e os seus fluxos de caixa para o exercício findo naquela data, de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil as entidades sem fins lucrativos”.

A ABNT, apesar de ter realizado um grande provisionamento de recursos para fazer frente a uma demanda judicial, continua apresentando estabilidade operacional e econômica e está preparada para vencer os novos desafios de 2017.