A ABNT ajuizou ação de indenização por danos materiais e morais em face de Hayrton Rodrigues do Prado Filho, que foi julgada improcedente pelo MM. Juiz da 6ª Vara Cível do Foro Regional de Santo Amaro – SP, sob o fundamento de que o jornalista teria agido dentro dos limites da liberdade de expressão e do direito à informação.

De outro lado, a mesma sentença julgou parcialmente procedente o pedido reconvencional formulado pelo jornalista, para condenar a reconvinda ABNT ao pagamento de indenização de R$ 5.000,00 a título de danos morais em razão das informações e esclarecimentos que a associação disponibilizou em seu site para responder às reiteradas críticas que lhe foram feitas pelo jornalista.

A ABNT vai recorrer da decisão do juiz singular de 1a. instância, como lhe faculta a legislação processual.