Mais de 800 milhões de pessoas no mundo passam fome, e quase o mesmo número de pessoas são obesas. Segundo a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), o mundo está sofrendo uma crise nutricional. "Dietas saudáveis para um mundo com #fomezero" é o tema do Dia Mundial da Alimentação deste ano.

São diversas as normas técnicas nacionais e internacionais voltadas para o setor de produção de alimentos que auxiliam a aprimorar os métodos e a distribuição agrícola. Elas também ajudam e promover a produção sustentável, além de melhorar a segurança alimentar. Além disso, contribuem diretamente para o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) 2 das Nações Unidas, que visa "acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar, melhorar a nutrição e promover a agricultura sustentável" até 2030.

Com foco específico no setor de alimentos, a família de normas ISO 22000 sobre sistema de gestão de segurança de alimentos ajuda as organizações a identificar e controlar os riscos à segurança dos alimentos, enquanto normas relacionadas como a ISO 26000 (responsabilidade social) e a ISO 20400 (compras sustentáveis) incentivam o comportamento socialmente responsável e condições éticas de trabalho para os trabalhadores agrícolas e a promover práticas éticas de compra em toda a cadeia de produção de alimentos.

Atualmente em desenvolvimento, a série de normas ISO 34101 sobre grãos de cacau sustentáveis e rastreáveis especificará os requisitos para um sistema de gerenciamento na agricultura de grãos de cacau. Ele fornece um conjunto de diretrizes para práticas agrícolas ambientalmente saudáveis, a rastreabilidade aprimorada dos grãos de cacau e para melhorar as condições sociais e os meios de subsistência dos produtores de cacau.

#ODS2
#Normastécnicas
#ABNT
#Fomezero
#normalização