Os profissionais que atuam em Facilities Management (FM), em todo o mundo, têm sido reconhecidos por suas contribuições para a estratégia e a rentabilidade nos negócios, para a saúde e segurança dos ocupantes dos edifícios, por suas inovações que impulsionam o desempenho dos ambientes e por darem suporte à produtividade do trabalho.

Observe que quando um indivíduo chega a um edifício ele vê as câmeras de segurança, acessa o estacionamento, o manobrista guarda o carro, ele chega à recepção, é atendido e orientado para acessar o andar de destino, vai em direção ao elevador e, muitas vezes, nem percebe que o ambiente está limpo e climatizado, com uma temperatura agradável.

Nos bastidores desta edificação existe a perfeita operação desses serviços e o funcionamento de todos os equipamentos prediais. Para que isso ocorra, deve haver uma equipe de profissionais de Facility Management que trabalha, incansavelmente, para manter a ordem das coisas e o prédio funcionando da maneira correta.

Esta atividade é tão importante que em abril de 2018 a InternationalOrganization for Standardization (ISO) publicou a norma ISO 41001:2018 Facility Management – Management Systems – Requirements with guidance for use. Esta norma (ABNT NBR ISO 41001:2020) encontra-se traduzida desde abril de 2020 e isso elimina a barreira da língua, o que facilita a sua utilização por profissionais que atuam na área, no Brasil.

A norma apresenta uma definição para Facility Management: “função organizacional que integra pessoas, espaços e processos dentro de um ambiente construído com o objetivo de melhorar a qualidade de vida das pessoas e a produtividade do negócio principal”. No exercício dessa função no Brasil, temos o profissional conhecido como Gerente de Facilidades ou Facility Manager.

Segundo o coordenador da Comissão de Estudo Especial de Facility Management (ABNT/CEE-267), Prof. Dr. Moacyr E. A. da Graça, a normalização em Facility Management vem contribuir para alinhar a comunicação, estabelecendo uma linguagem comum para o mercado brasileiro, considerando que atualmente há muitas diferenças não só de conceitos, mas também de posicionamentos – sejam em âmbitos culturais, corporativos, legais, setoriais, técnicos, ambientais, econômicos e políticos. Para a publicação das normas ISO em português, a comissão contou com o apoio de diversos profissionais voluntários do setor, muitos deles membros da Associação Brasileira de Facilities (ABRAFAC).

Na opinião do coordenador da ABNT/CEE-267, o Facility Management no Brasil está crescendo rapidamente, e o mercado reclama por ferramentas para melhorar o planejamento e as operações cotidianas. Existem muitas empresas locais e internacionais operando no país e elas precisam se atualizar continuamente, em todos os tipos de operações em FM, para melhorar a qualidade de vida e a produtividade dos negócios dentro das organizações. Para o professor Moacyr, a norma traduzida, que já está disponível para aquisição, permite que todos tenham em mãos uma ferramenta essencial para o sucesso da implantação e certificação de um sistema de gestão de Facility Management.

A publicação da normalização em português da série ISO 41000 pela ABNT é um divisor de águas no desenvolvimento da atividade no Brasil. No momento atual, as normas publicadas em português pela ABNT constituem o mesmo conjunto das quatro normas atualmente publicadas pela ISO, a saber:

  • ABNT NBR ISO 41001:2020 – Facility management – Sistemas de gestão – Requisitos com orientação para uso.

Esta é a norma mais importante da série, pois permite a certificação dos sistemas de gestão das facilidades construídas. Note-se que a certificação se refere ao sistema de gestão de facilidades e não das facilidades propriamente ditas.

  • ABNT NBR ISO 41011:2019 – Facility management — Vocabulário.

Esta norma tem por finalidade estabelecer uma linguagem comum constituindo-se como leitura fundamental para a correta compreensão do conteúdo das normas da série 41000.

  • ABNT NBR ISO 41012:2019 – Facility management — Diretrizes sobre processo de compras e desenvolvimento de acordos.

Esta norma tem a finalidade de suportar a equipe de Facility Management no processo de elaboração de acordos e compras para a organização.

  • ABNT ISO/TR 41013:2019 – Facility management — Escopo, conceitos-chave e benefícios.

Este relatório técnico contribui para tornar claros o papel e funções do Facility Management nas organizações demandantes, apontando os principais benefícios para a organização.

Um sistema de gestão de facilidades, quando bem estruturado é um elemento vital para o sucesso dos negócios das organizações. As normas ISO publicadas em português, que estão à disposição, são ferramentas indispensáveis que objetivam influenciar a qualidade dos serviços, aumentar a satisfação dos usuários, reduzir custos e riscos, entre outros benefícios. O sistema de governança integrado e bem estruturado permite a obtenção de resultados mais efetivos e eficientes.

Finalizando, cabe apontar que durante o período da pandemia ficou evidente a importância de Facility Management. O sucesso da retomada depende de profissionais qualificados, criativos, integrados por um sistema organizacional, que possa garantir a excelência das operações, nos casos específicos da implantação de sistemas de comunicação e sinalização adequados, controle de fluxos, riscos ambientais, distanciamento social, qualidade de ar nos ambientes climatizados, desinfecção de superfícies e outras inúmeras atividades que devem ser implantadas e controladas pelo sistema gerencial.

Para aquisição das normas da série ISO 41000, acessar: https://www.abntcatalogo.com.br/

Contato na Secretaria da ABNT/CEE-267 – Facility Management

Danielle Villeroy: danielle.villeroy@abnt.org.br